Publicado por: Carlos Scomazzon | segunda-feira, junho 22, 2009

Ibirapuera recebe pianista André Mehmari

Dias 26, 27 e 28 de junho o Auditório Ibirapuera recebe o repertório incomum e original do pianista André Mehmari. Neste show inédito ele explora ligações entre a música barroca e a canção brasileira do século XX. Um madrigal do compositor italiano Monteverdi funciona como introdução para um samba de Nelson Cavaquinho. Um folclore mineiro tocado ao cravo e violoncelo ganha novas luzes e sombras. E o último lamento de Dido, da ópera Dido e Eneas de Purcell, dialoga com o Último Desejo, de Noel Rosa.

Para as apresentações no Auditório Ibirapuera ele convidou, especialmente, Dimos Goudaroulis (violoncelo, prêmio Bravo de melhor CD de música erudita em 2008), juntamente com o cantor Tiago Pinheiro, que transita pelo barroco e popular, e o contrabaixista e violeiro Neymar Dias. Os três músicos nunca tocaram juntos e foram apelidados por Mehmari de “Nó Barroco”.

Pianista, arranjador, compositor e multiinstrumentista, Mehmari é autor de composições e arranjos para algumas das formações orquestrais e câmera mais expressivas do país, como Osesp, Quinteto VIlla-Lobos, OSB, Quarteto de Cordas da Cidade de S.P. Como instrumentista, já atuou em importantes festivais brasileiros; Chivas, Heineken, Tim Festival e no exterior, Spoleto USA e Blue Note Tokyo. Sua discografia já reúne seis CDs solo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: