Publicado por: Carlos Scomazzon | terça-feira, junho 30, 2009

Mostra de Arte 2009 reúne 250 obras em São Paulo

Até 12 de julho, a 23ª Mostra de Arte 2009 vai reunir no Centro Brasileiro Britânico, em São Paulo. quase 250 obras de 125 artistas plásticos. Entre eles, Adriana Banfi, Shoko Suzuki, Kenichi Kaneko, Katsunori Nishio e Cecília Braun. A exposição reúne pinturas, desenhos, esculturas, gravuras e objetos em cerâmica e bronze. O evento conta com o patrocínio da Cultura Inglesa, Secretaria de Cultura de Cotia, Macmillan do Brasil, PixPrint, D2 e Alphagraphics e apoio de Revista Consult, Juvenal Pereira, Transportes Mentor, Tudo em Acrílico e Brasil em Foco.

Parte do valor arrecadado com a venda das obras será revertido para a Vida – Casa de Apoio da Granja Viana que, desde 1987, promove programas voltados para a população carente de Cotia nas áreas de saúde, reabilitação e prevenção de doenças com base em educação. Até 12 de julho, a exposição ficará aberta de segunda a sexta-feira, das 11 às 19 horas. Sábado, domingo, das 11 às 16 horas. O Centro Brasileiro Britânico fica na rua Ferreira de Araújo, 741, Pinheiros. Entrada franca. Informações pelos  telefones (11) 3095-4466 ou pelo site.

Com trabalhos exibidos no Brasil, Estados Unidos, Itália, Suíça e Suécia, Adriana Banfi comparece na mostra com Bicicleta e Bicicleta e sua Sombra, obras monocromáticas realizadas em 2009 com uma técnica totalmente inovadora. As telas são preparadas com nove camadas de três produtos diferentes antes de receber a tinta acrílica. O resultado lembra uma aquarela.

Um dos remanescentes do Grupo Seibi, fundado nos anos 30 por artistas japoneses como Tomie Ohtake e Manabu Mabe, Kaneko vai expor a tela Aldeia Vermelha – produzida em 2002 em meio à Guerra do Oriente Médio – e o desenho Paisagem Medieval, fruto de reminiscências de uma viagem ao sul da França. Já sua esposa Mariko vai mostrar os quadros Nascimento e Cósmicos, cujos traços delineiam o surgimento de um ser e sua jornada rumo ao infinito.

A consagrada ceramista Shoko Suzuki exibe dois trabalhos de fases distintas de sua obra. Em Cosmos, reverencia sua ligação atávica com o universo. Raízes expressa suas relações com a terra, principalmente pelo Brasil.

Katsunori Nishio apresenta no Centro Brasileiro Britânico duas telas da série Harmonia, resultado de um estilo, adotado há dois anos, quando trocou o hiperrealismo por uma linguagem própria, marcada por uma composição harmoniosa e um colorido vibrante. Integrante do Gasp – Grupo de Arte de São Paulo que, há 11 anos explora as várias possibilidades de pintura, a artista plástica Cecília Braun participa da 23a Mostra de Arte com duas telas em técnica mista Bicicleta I e Bicicleta II, nas quais faz uma incursão pelo abstracionismo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: