Publicado por: Carlos Scomazzon | terça-feira, outubro 20, 2009

Museu Afro expõe histórias em quadrinhos africanas

Começou no dia 15, no Museu Afro Brasil, em São Paulo, a mostra inédita Picha. A exposição, que ficará em cartaz até o dia 8 de novembro, apresenta obras de roteiristas e desenhistas de 16 países do continente africano e reúne originais de desenhos, álbuns, publicações em revistas e jornais, além de um importante acervo de informações sobre desenhistas, chargistas e caricaturistas. A curadoria é assinada por Sonia M. Bibe Luyten. O nome da exposição, Picha, tem origem na língua swahili, ou suali. A expressão significa desenho e é uma corruptela da palavra inglesa picture (imagem).

A exposição evidencia a intensa atividade de desenhistas africanos, assim como a realização de festivais de histórias em quadrinhos e a publicação de revistas e álbuns dedicados ao gênero. No Senegal, por exemplo, há um seriado de televisão muito popular, baseado em um personagem de quadrinhos: Goorgoorlu. A vida de Mandela também foi descrita em quadrinhos na África do Sul, e muitas revistas usam Histórias em Quadrinhos para alertar os soldados sobre os perigos da Aids na Etiópia. Os principais nomes do universo dos HQs africanos foram selecionados para a mostra e trazem obras que refletem, em sua maioria, cenas do cotidiano e da realidade sócio-política dos países daquele continente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: