Publicado por: Carlos Scomazzon | domingo, novembro 1, 2009

Livro revela a cultura e suas relações de poder

A Editora Peirópolis lança no dia 4 de novembro, às 19h30min, na Fnac Pinheiros, a obra O poder da cultura, do pesquisador e consultor de políticas culturais Leonardo Brant. O livro busca desvendar e oferecer um olhar mais cuidadoso sobre a importância da cultura em nossa sociedade, bem como a relação e o comprometimento de todos os cidadãos com a sua função pública e seu papel estratégico. Além de sessão de autógrafos com o autor, será realizada uma jam session de ideias sobre os temas abordados no livro com a presença de convidados especiais, entre eles Ana Carla Fonseca Reis, especialista em economia da cultura; Fabio Maciel, presidente do Instituto Pensarte; Matteo Bonfitto, ator e diretor teatral e Ricardo Albuquerque, escritor e dramaturgo, entre outros.

A obra é o resultado de uma ampla pesquisa baseada em documentos, livros, entrevistas e, sobretudo, na vivência diária do autor em contato com o tema que aborda. De maneira prática, ilustrativa e propositiva, questões que vão desde a definição de cultura, sua função pública, a relação direta entre cultura e desenvolvimento, com o mercado, os desafios da pós-modernidade para artistas e agentes culturais e as intervenções do poder público na dinâmica cultura de uma sociedade, entre outros, estão reunidos no livro de Leonardo Brant, também conhecido pelo blog Cultura e Mercado, um dos primeiros e mais importantes periódicos da blogosfera a abordar o tema. O autor explica que, entre as muitas respostas possíveis para essas questões, buscou uma abordagem propositiva, que buscasse imaginar uma nova percepção de riqueza e importância da cultura como projeto humanista, abarcando também a sua dimensão individual, política e organizacional. Para Brant, o reconhecimento e a valorização da cultura são fundamentais para o desenvolvimento dos povos em um sentido amplo: a cultura se junta aos temas sociais e ambientais para formar os pilares básicos para dar significado mais efetivo e abrangente a uma nova noção de desenvolvimento e sustentabilidade.

Um dos principais desafios do livro é auxiliar o debate público em torno da necessidade de se criar um novo modelo capaz de orientar uma relação de compromisso de todos com a importância estratégica da cultura. “Este livro consolida, de certa forma, minha experiência de dez anos de trabalho como consultor dedicado a potencializar e dinamizar empreendimentos culturais sustentáveis.” O estudo que resultou na obra aponta para a necessidade, segundo o autor, de compreendermos a cultura como um plasma invisível, entrelaçado entre as dinâmicas sociais, tanto como alimento da alma individual quanto como elemento gregário e político, que liga e significa as relações humanas. “Perceber a presença desse plasma – ou seja, de uma matéria intangível altamente energizada, reativa e que permeia todo o espaço da sociedade – é fundamental para a compreensão dos fenômenos do nosso tempo”, diz Brant. “A ideia de cultura, sempre moldada conforme as visões políticas de cada tempo, detém em si as chaves dos sistemas de poder. Chaves que podem abrir portas para a liberdade, para a equidade e para o diálogo. Mas também podem fechá-las, cedendo ao controle, à discriminação e à intolerância”, afirma o autor. Outras informações pelo hotsite. (Fonte: Cultura e Mercado)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: