Publicado por: Carlos Scomazzon | domingo, novembro 15, 2009

Leila Diniz é o tema do ‘Quarta às Quatro’ no Rio

O jornalista e escritor Joaquim Ferreira dos Santos fala sobre Leila Diniz, uma biografada sob o sol no programa Quarta às Quatro do dia 18 de novembro, às 16 horas, no auditório Machado de Assis, no Rio. O painel contará ainda com o jornalista e escritor João Pimentel, na qualidade de debatedor, e com o jornalista e professor da UFRJ Vitor Iorio, como mediador. Em sua quarta temporada, o Quarta às Quatro tem como tema central Jornalistas Escritores e a Realidade Brasileira e promove neste segundo semestre encontros sobre política e memória cultural.

Joaquim Ferreira dos Santos é jornalista e cronista. Trabalhou mais de dez anos na revista Veja como repórter e crítico de música e de shows. No Jornal do Brasil, foi editor das revistas Domingo e Programa. Em 1991 foi editor executivo do jornal O Dia. Atualmente é cronista e colunista do jornal O Globo. Escreveu vários livros, como Feliz 1958! — O ano que não devia terminar, O que as mulheres procuram na bolsa, Em busca do borogodó perdido, As cem melhores crônicas brasileiras do século e Leila Diniz, uma revolução na praia. O compositor Antônio Maria mereceu interesse especial e foi tema de cinco livros: na coleção Perfis do Rio, foi o autor de Antônio Maria — Noites de Copacabana; depois escreveu Seja feliz e faça os outros felizes: crônicas de humor de Antônio Maria, O diário de Antônio Maria e Um homem chamado Maria, e organizou Benditas sejam as moças — As crônicas de Antônio Maria.

João Pimentel é jornalista, crítico musical, compositor e escritor. Pesquisador de cultura popular e de música brasileira, João é sub-editor do Segundo Caderno de O Globo. Compositor do Bloco Imprensa que eu Gamo, antigo Bloco da Imprensa, e celebrado pela irreverência nas músicas e nos poemas, já compôs sambas defendidos por diversos blocos do Rio, entre eles Simpatia É Quase Amor, Suvaco do Cristo e Meu Bem Volto Já. É também autor do livro Blocos — Uma História Informal do Carnaval de Rua, além de co-diretor e co-roteirista, junto com Marco Abujamra, do documentário Jards Macalé — Um morcego na porta principal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: