Publicado por: Carlos Scomazzon | quinta-feira, novembro 19, 2009

‘Notas da Superfície’ está em cartaz no Sesi-SP

Resultado de um processo de formação proposto pelo Núcleo de Dramaturgia Sesi – British Council e coordenado pela jornalista e dramaturga Marici Salomão, o espetáculo Notas da Superfície, de Felipe de Moraes e direção de Marcia Abujamra, estreia no Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso dia 5 de novembro. Com direção de Marcia Abujamra, o texto conta a história de Oscar, um funcionário público de meia-idade que decide ir até o velório de um velho amigo de juventude. Ali ele inicia sua jornada pela superfície, uma viagem ao exterior de si mesmo, afinal de contas, nada pode ser mais superficial que a própria morte.

Montada pelos jovens atores do Núcleo Experimental de Artes Cênicas do Sesi-SP, a peça tem o “muro” como elemento definidor da encenação. Segundo a diretora, a personagem central é um homem incapaz de se envolver com qualquer aspecto da sua vida – família, trabalho ou política. Sua insignificância pessoal é sua angústia e também sua desculpa para continuar “em cima do muro” olhando a vida passar e sem jamais tomar posição alguma. “E a vida, de fato, escorrega por seus dedos e passa diante de seus olhos, às vezes acordando antigas paixões ou simplesmente levando-o para sua morte”, revela.

O paulista Felipe de Moraes, de 29 anos de idade, é formado em História (2008) pela Universidade de São Paulo (USP). Ele roteirizou e dirigiu dois curtas-metragens: Um Filme de Cinema (Petrobras/2002) – selecionado para o Festival Internacional de Curtas de São Paulo; e A Manhã após o Dilúvio – coletivo Antônio das Mortes (2007). Participou, ainda, como escritor do projeto S hops, realizado pelo British Council. Marcia Abujamra foi bolsista da Fundação Vitae e do CNPq quando fez o Mestrado no Department of Performance Studies/NYU-New York University com a tese JoAnne Akalaitis’ Cymbeline.

Ela foi diretora, entre 1991 e 1995, do Teatro Sergio Cardoso e da Divisão das Casas de Espetáculos da Secretaria de Estado da Cultura. De 1995 a 1997 foi cordenadora dos teatros de bairro da Secretaria Municipal de Cultura. Em seu currículo conta com a direção de mais de 20 espetáculos. No momento, também está preparando O Fazedor de Teatro, peça de Thomas Bernhard, com estreia prevista para maio de 2010. As apresentações se estendem até o dia 20 de dezembro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: