Publicado por: Carlos Scomazzon | segunda-feira, março 29, 2010

Sorocaba empresta livro de graça à população

Imagine um lugar cheio de livros, de conhecimento, onde você pode pegar o qual desejar e levar pra casa para ler tranquilamente! E o que é melhor, de graça. Pois em Sorocaba esse lugar existe, é o Vai e Vem. O projeto foi lançado pela Prefeitura em 2007 e tem como único objetivo incentivar a leitura. É escolher o título desejado pegar e levar. Não precisa cadastro e nem há um tempo estabelecido para a devolução, mas pede-se que o faça assim que terminar de ler. No Vai e Vem é assim, fácil e rápido. É uma iniciativa que aposta na confiança da população, tanto que o índice de devolução dos livros é superior aos 80%.

Começou com 1.000 obras, mas a população foi colaborando e hoje são mais de 9 mil livros de vários gêneros e autores, para todos os gostos e públicos, disputados pelos cidadãos que passam diariamente pelos Terminal de Ônibus Santo Antônio, o maior da cidade. Tem também os jornais do dia e as revistas da semana que atraem o interesse de um público cativo. A aposentada Maria Madalena Ramos, de 63 anos, moradora do Jardim Botucatu, é uma das clientes assíduas do Vai e Vem. A cada 10 dias ela passa no terminal para pegar um livro diferente, preferencialmente que fale sobre romance ou esoterismo. Também faz questão de doar as publicações que tem em sua casa e que não lê mais ao projeto e, assim, ajudar no incentivo da leitura da população. “É um projeto maravilhoso. Frequento o ‘Vai e Vem’ desde que começou. Só que algumas pessoas não têm consciência desta ação e levam os livros embora para casa e não os devolvem mais”, afirma.

Moradora no bairro Wanel Ville, Rosana Moreira passa pelo menos uma vez por semana no Vai e Vem, para retirar um novo livro. Sua preferência é pelas obras que falam de espiritismo, mas, na falta destes lê romances. “Adoro ler, às vezes pego um livro passo a noite toda lendo, as descobertas do conteúdo de cada obra me fascinam”, diz ela. A terapeuta Carolina Aparecida Barros, 28, é outra apaixonada pelo projeto. Moradora do Jardim Los Angeles, ela passa diariamente pelo terminal no caminho do trabalho. Pelo menos uma vez por semana ela leva um novo livro para casa, seja romance ou policial. “Pena que têm pessoas que demoram a devolver os livros emprestados. Elas deveriam ser mais responsáveis”, reclama a jovem, que também trouxe dezenas de publicações de sua casa para doar ao projeto.

Assim como Madalena, Rosana e Carolina, o Vai e Vem recebe diariamente uma média de 150 pessoas que levam livros emprestados para casa. Mas há também centenas que frequentam o espaço diariamente apenas para ler os jornais do dia ou as revistas da semana. A inspiração para a implantação deste projeto em Sorocaba surgiu quando o prefeito Vitor Lippi visitou a Colômbia e conheceu um projeto similar chamado Livros ao Vento. A iniciativa deu tão certo em Sorocaba que o projeto está sendo ampliado, utilizando os espaços das 21 unidades dos Sabe Tudo (Centro de Inclusão Digital) e, ainda, as cinco Casas do Cidadão, distribuídos em regiões estratégicas da cidade. Nesses locais ficará um carrinho do Vai e Vem. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, no Terminal Santo Antônio, com acesso pela Rua Francisco Scarpa, atrás das antigas instalações da Cianê. Sorocaba é uma das cidades brasileiras que integram a Rede de Cidades Educadoras, proposto pela Unesco e o incentivo a leitura é um dos conceitos apontados como essenciais para a cidadania. (Fonte: Claudio Rostellato/Prefeitura de Sorocaba)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: